quinta-feira, fevereiro 26, 2015

domingo, fevereiro 22, 2015

Passo a Passo: Bracelete Oreon - Parte 1/2

Para ver a lista de materiais utilizados no vídeo e outras informações, clique AQUI.


Bracelete Oreon

Oi pessoal! Então, depois de um longo tempo ausente, estou de volta com mais um tutorial para vocês. :)

Esse é o meu primeiro projeto mais complexo, voltado para quem tem mais experiência com beadwork. Levei um pouco mais de um mês desenhando a pulseira e filmando o passo a passo. Estou super feliz com o resultado e espero que vocês também gostem!


O passo a passo está dividido em várias partes. Na primeira, eu mostro como trabalhar com um rivoli de 12mm, utilizando a técnica peyote. Na segunda parte eu mostro como unir os quatro componentes, formando a parte central do bracelete. Depois eu explico como fazer as cordas utilizando a técnica herringbone (ou espinha de peixe) tubular no terceiro passo, e mostro como unir essas cordas à parte central do bracelete no quarto passo. Finalmente, no quinto passo, eu mostro como fazer as capinhas com a técnica peyote, para prender nas pontas do bracelete.


Algumas observações para vocês considerarem antes de começar a trabalhar no projeto:

1) As miçangas "delica beads" nas cores fosca (em inglês: matte color) são difíceis de trabalhar. É difícil passar a agulhar por dentro das miçangas enquanto você está trabalhando o ponto peyote. Eu estou fazendo outra versão deste bracelete, desta vez com delica beads em uma cor com acabamento lustroso, e foi bem mais fácil passar a agulha por essas miçangas. Eu pude até utilizar uma agulha mais grossa, de tamanho #11.

2) O comprimento do bracelete pode variar, dependendo das miçangas que você utilize para fazer as cordas em herrinbone. Eu fiz esse bracelete preto com miçangas da marca Toho. O comprimento dele é de 16.5cm (sem o fecho). Já na nova pulseira que estou fazendo, eu usei miçangas da marca Miyuki para fazer as cordas. E o comprimento dela é de 15.25cm. Então, eu sugiro que antes de vocês fazerem o 4º passo do tutorial - que é a união das cordas à parte central - coloque as cordas na posição em que serão unidas à parte central e use alfinetes para mante-las no lugar. Em seguida coloque as pontas das cordas juntas, simulando o desenho final da pulseira. Aí vocês podem medir o comprimento. Se a pulseira estiver mais curta ou mais comprida que o tamanho desejado, basta vocês adicionarem ou removerem algumas miçangas de cada corda em herringbone. Basta lembrar que as quatro cordas devem ter a mesma quantidade de carreiras. E também não esqueça de considerar o tamanho do fecho que você vai utilizar.

3) Use uma linha forte para fazer o projeto. Eu não conheço as marcas brasileiras, então eu recomendo a linha Fireline (ou similar). Para fazer os componentes rivoli, a linha não pode ser muito grossa porque precisamos passar várias vezes pelas miçangas. Então o ideal é uma linha de 0.20mm de diâmetro ou mais fina. Eu utilizei a linha Wildfire de 0.15mm na cor preto para fazer esse bracelete, mas não gostei de trabalhar com ela. Ela descasca com tempo e o interior dela é na cor branca.

Essas foram as dificuldades que tive ao confeccionar os braceletes. Se vocês tiverem qualquer outra dúvida sobre o projeto, deixem um comentário ou enviem um email, que vou fazer o possível para ajuda-los.

Aqui estão algumas fotos mostrando o bracelete mais de perto:





A lista dos materiais que utilizei:

- Delica beads 11/0, cor: matte black (#DB0310); loja
- Toho seed beads 11/0, cor: opaque frosted jet (#49F); loja
- Miyuki seed beads 11/0, cor: silver lined grey (#921L); loja
- Toho seed beads 15/0, cor: silver lined gray (#29B); loja
- Toho seed beads 15/0, cor: matte metallic pewter (#F451D); loja
- Swarovski bicone, 4mm, cor: crystal silver night; Silvexcraft
- Swarovski rivoli, 12mm, cor: crystal black patina; Silvexcraft
- Fecho Zam 3, banhado a prata; Silvexcraft
- Linha Wildfire, 0.15mm, cor: preto; loja local


Assista o passo a passo PARTE 1 e PARTE 2.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...