sábado, junho 29, 2013

Flower Basket Earrings

Este brinco é um design de Barbara Falkowitz, publicado na revista Beadwork de Junho/Julho 2013. Ele é muito fácil e rápido de fazer. E o resultado é impressionante! Acho que este projeto poderia ser uma boa aventura para o fim de semana de quem está aprendendo bordado com miçangas!


Tenham um ótimo final de semana!

terça-feira, junho 25, 2013

Série Iniciante: Agulhas - Parte 2

Complementando o que já falamos sobre agulhas:



O vídeo a seguir explica um pouco mais sobre como escolher a agulha certa para o seu projeto:


domingo, junho 23, 2013

Série Iniciante: Agulhas

As agulhas específicas para bordado com miçangas (em inglês: beading needles) são muito parecidas com as agulhas de costura.

A diferença é que a as agulhas para bordado com miçangas são muito mais finas e o olho da agulha por onde você passa a linha é muito menor também. Você não consegue passar por dentro de uma seed bead com uma agulha de costura.


O tamanho das agulhas tradicionais para bordado com miçangas é identificado por uma numeração: #10, #11, #12, #13 e #15. Quanto maior o número, mais fina é a agulha (e menor é o olho da agulha). 


Escolhendo o número correto da agulha:

Você irá escolher a agulha de acordo com o tipo de miçangas, o tipo de linha e o tipo de projeto que você irá realizar. Por exemplo, se você for utilizar seed beads tamanho 15/0, que são as menores miçangas, o ideal é que você utilize no mínimo uma agulha #12. Já se a menor miçanga do seu trabalho é a seed bead 11/0, você pode utilizar a agulha #10. Mas se o projeto pedir que você passe muitas vezes por uma mesma miçanga 11/0, então é melhor pegar uma agulha mais fina como a #11.

O tipo de linha que será utilizado também influencia na escolha porque quanto mais fina a agulha, menor o olho dela. Logo uma linha mais grossa pede agulhas com numeração menor.

As numerações mais comuns são as #10, #11 e #12. Até hoje eu ainda não tive necessidade de uma agulha mais fina que a #12. Mas isso dependerá muito do tipo de projeto que você irá realizar.


Comprimento da agulha:

Além da espessura, há uma variação no comprimento da agulha. Existem as agulhas de comprimento tradicional (essas não possuem nenhuma identificação extra no nome) e existem dois outros tipos: as agulhas curtas (short beading needles) e as agulhas extra longas (extra long beading needles).

Algumas pessoas dizem que as agulhas curtas são boas para o bordado de miçangas em tecidos. Eu particularmente não as recomendo até que você já tenha alguma experiência com a técnica. Se você está começando, o ideal é que compre as agulhas de comprimento normal.

O comprimento normal de uma agulha varia conforme a sua numeração e marca. A média é:
Agulha #10: 55mm
Agulha #11: 53mm
Agulha #12: 51mm
Agulha #13: 49mm
Agulha #15: 45mm


Outros tipos de agulhas:

Além das agulhas tradicionais, existem algumas agulhas especiais que, mesmo sendo finas, permitem você trabalhar com linhas mais grossas:

Big Eye Needles: o olho da agulha ocupa todo o seu comprimento. Ela é um pouco mais grossa que as agulhas tradicionais, mas mesmo assim você consegue utilizá-la em muitos projetos com seed beads tamanho 8/0 ou maiores (e até algumas seed beads japonesas tamanho 11/0).  Você pode utilizá-las para passar fitas, cordões, linhas de tricô e outras infinidades de linhas. Eu particularmente gosto de utilizá-las com a illusion cord, que por ser uma linha mais mais grossa, não é possível passar pelo olho  de uma agulha tradicional.


Twisted beading needles: é um outro tipo de agulha que, por ter um olho maior permite que se utilize linhas mais grossas.  Ela é muito indicada para o trabalho com pérolas e pedras. Entretanto não são utilizadas com miçangas por conta do buraco ser maior e mais redondo do que nos outros tipos de agulhas.



Conclusão:

Existem diversas marcas e tipos de agulhas para bordado com miçangas no mercado. Algumas marcas são mais caras que outras, devido à qualidade. Normalmente, as agulhas mais baratas são mais maleáveis e tem maior facilidade de entortarem. Mas o ideal mesmo é que você possa testar algumas marcas e tipos diferentes de agulha para descobrir quais você gosta mais de trabalhar e quais te oferecem um melhor custo-benefício. 

sexta-feira, junho 21, 2013

Introdução à confecção de bijuterias bordadas com miçangas

O bordado com miçangas (em inglês: beadwork) é uma técnica muito utilizada na confecção manual de bijuterias e outros artesanatos. Na verdade, a palavra inglesa beadwork engloba todo o tipo de trabalho com miçangas. Se vocês pesquisarem na internet poderão ver a infinidade de coisas belíssimas que são criadas com miçangas: acessórios de moda (como bijuterias, bolsas, sapatos e roupas), objetos de decoração, miniaturas e objetos de arte como quadros e esculturas.

Aqui no blog eu abordo especialmente  a criação de bijuterias com o bordado de miçangas. E para quem não tem nenhum conhecimento sobre essa técnica, mas tem interesse em aprender, estou criando uma série de artigos e vídeos para ajudar.

Nos artigos falarei um pouco sobre os materiais mais utilizados, enquanto nos vídeos ensinarei alguns pontos básicos como spiral hope, peyote, netting (ponto rede), square stitch e herringbone (espinha de peixe), entre outros.

Eu não conheço todos os termos utilizados no Brasil para identificar os materiais e as técnicas do bordado com miçangas. Então manterei os termos em inglês mesmo e aqueles que eu tiver certeza da tradução indicarei em parênteses. Mas colocarei imagens para identificar cada material e cada técnica.

Vocês também podem enviar emails com sugestões sobre assuntos ligado ao tema que gostariam que fossem abordados aqui.

Algumas fotos para inspira-los:








terça-feira, junho 18, 2013

Casual Cocktail Ring

Há algumas semanas eu comprei a edição digital da revista Favorite Bead Stitches. A edição traz uma seleção de receitas publicadas na revista Beadwork até o ano de 2010. Eles classificaram os projetos por técnicas, o que eu acho que é boa idéia, especialmente para quem quer aprender uma técnica específica.

Para continuar o meu aprendizado com o ponto 'square stitch', eu escolhi o projeto Casual Cocktail Ring. A minha primeira peça utilizando este ponto foi a Pulseira Zig-Zag.

O anel é totalmente realizado utilizando essa técnica: a parte central do anel é feita em circular square stitch e a tira do anel é feita utilizando o ponto square stitch simples.

Eu tive alguns problemas para fazer a parte do anel em circular square stitch. Na minha primeira tentativa, mesmo seguindo corretamente todas as instruções da revista, a peça circular ficou toda plissada, com ondulações. Levei algumas tentativas até descobrir como eu deveria trabalhar para manter o círculo plano, sem as ondulações nas pontas.

Primeiro: você não pode manter a tensão da linha muito apertada. Você precisa mantê-la um pouco mais folgada (mas não muito folgada!), para deixar espaço suficiente para as miçangas se encaixarem lado a lado.

Segundo: a quantidade de aumentos que você vai fazer em cada volta vai depender das miçangas você está utilizando. Eu usei Delica beads 11/0 e Toho seed beads 11/0 em dois acabamentos diferentes. As seed beads Toho são muito regulares na forma e tamanho, mas você pode notar uma pequena diferença de tamanho entre as seed beads com diferentes acabamentos. Eu acredito que essa é a razão de minha peça ter ficado plissada.

Então eu fiz alguns ajustes na receita original, alterando a quantidade de aumentos realizados em cada volta. E finalmente eu consegui uma peça circular perfeita e plana em square stitch. Fiquei tão feliz com o resultado que resolvi fazer um segundo anel.

O segundo anel foi incrivelmente rápido de fazer. Uma vez que você pega o jeito do square stitch circular, fica fácil perceber a hora certa de fazer os incrementos.

Aqui estão algumas fotos dos anéis:






sexta-feira, junho 14, 2013

terça-feira, junho 11, 2013

Bracelete Nova

Eu não tenho certeza se esta pulseira é uma boa indicação para iniciantes. Ela é fácil de fazer, mas se você nunca tentou bordado de miçangas antes, eu recomendo que você tente algumas receitas mais fáceis primeiro, como o anel de pérolas ou o bracelete de pérolas.

Eu fiz a base da pulseira usando a técnica "right angle weave" com duas agulhas (mas como usei fio de nylon de 0,25mm, não precisei das agulhas!). Já na parte do embelezamento não utilizei nenhuma técnica específica.

Eu tentei tirar boas fotos para mostrar como as pulseiras são bonitas, mas não fui bem sucedida! É muito difícil para mim tirar fotos que mostrem a cor e o brilho verdadeiros da peça.

Mas ainda assim eu espero que as fotos possam encorajar vocês a tentar fazer uma pulseira. Eu garanto que não vão se arrepender!

O vídeo tutorial para a pulseira está quase pronto. Em breve estarei postando ele aqui no blog!




Assista o passo a passo AQUI.

domingo, junho 09, 2013

Gargantilha em Ponto Margarida

Eu acho o ponto margarida muito bonito, mas não gosto de trabalhar com ele. É apenas uma questão de gosto mesmo. Das técnicas que aprendi até agora, eu prefiro o peyote e o herringbone.

Quando eu estava aprendendo o ponto margarida, fiz vários anéis que utilizam essa técnica (você pode encontrar o tutorial aqui). Amei o resultado, os anéis são muito fofos! Então, mesmo não amando trabalhar com o ponto margarida, eu decidi dar mais uma chance e tentar uma nova receita com ele.

Eu procurei na internet por tutoriais gratuitos que utilizassem o ponto. E encontrei muitos tutoriais. Mas o que me chamou mais a atenção foi esse: o "Daisy Chain chocker" (Gargantilha em Ponto Margarida). Você pode encontrar o esquema para esse colar aqui.

A receita é mais fácil do que parece. Primeiro você faz o colar inteiro só com zig-zags. Quando chegar no comprimento desejado para o colar, você volta através dos zig-zags fazendo as flores em ponto margarida. É muito simples!

Na minha primeira tentativa, eu não tinha certeza em como terminar o colar e anexar o fecho. Então, fiz apenas um pequeno laço em cada ponta do zig-zag e anexei a ele uma argolinha de metal e um fecho lagosta. Na segunda versão do colar, fiz algo parecido com um "D" no final e anexei a ele argolinhas de metal e um fecho em forma de gancho.

Gostei muito do colar. É bonito e delicado. Mas acho que vou evitar o ponto margarida por um tempo!






sexta-feira, junho 07, 2013

quarta-feira, junho 05, 2013

Bracelete de Pérolas

Eu criei esta pulseira utilizando o design do anel de pérolas como base. Fiz várias modificações na receita original para transformá-la em uma pulseira.

Assim como o anel, a pulseira é muito fácil de fazer. Em breve estarei postando um vídeo tutorial mostrando todos os passos necessários para confeccioná-la, incluindo como finalizar a linha e como adicionar o fecho.




Assista o passo a passo AQUI.

segunda-feira, junho 03, 2013

Pulseira Zig Zag

Esta pulseira é um design de Tina Koyama. O tutorial foi publicado na revista Beadwork em Junho/Julho de 2006. Mas você também pode comprar o tutorial no site da Interwave.

Tina Koyama é um artista mixed media. Ela faz belas bijuterias com bordado de miçangas, esculturas utilizando fios de algodão, além de colagem e pinturas, como você pode ver em seu site: http://www.tinakoyama.com. Ela também trabalha na FusionBeads escrevendo tutoriais para confecção de bijuterias e desenhando kits para o site, entre outras coisas. 

Para quem não conhece, a FusionBeads é uma loja virtual que, além de vender materiais para a confecção de bijuterias, oferece tutoriais gratuitos e projetos para inspiração. Lá também vendem kits que incluem o tutorial e todo o material necessário para a confecção de uma determinada peça.

Você pode encontrar aqui outros tutoriais de bijuterias com bordado de miçangas criadas por Tina, publicados na revista Beadwork.

A pulseira Zig Zag (nome original: Zig Zag Bracelet) é uma boa maneira de praticar aumentos e diminuições utilizando a técnica square stitch. Para confeccionar a pulseira, o material que você irá precisar é: delica beads tamanho 8/0, miçangas (seed beads) tamanho 11/0 e um botão para o fecho (além de agulha e linha, é claro!).

Na minha versão desta pulseira eu utilizei miçangas (seed beads) tamanho 6/0, porque eu não tinha delica beads na época. Mas eu realmente acho que você pode usar quase qualquer tipo de miçangas neste projeto! Cubos, triângulos, hexágonos, canutilhos ... as possibilidades são enormes!

No entanto, eu acho que o zig zag da minha pulseira ficou um pouco menos acentuado porque eu utilizei miçangas (seed beads) 6/0 ao invés de delica beads. E a minha pulseira ficou maior do que a da receita original: ficou com 18cm de comprimento. 

Mas eu gostei muito do resultado. É um design lindo e eu recomendo que você tente fazê-lo usando o tipo de contas que tiver em mãos.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...